Paleontologia


O que é paleontologia?


 Paleontologia é a ciência encarregada do estudo dos fósseis. Seu nome vem da junção de 3 palavras: "Paleo" (antigo), "Onto" (ser) e "Logia" (Estudo), em outras palavras, "Estudo do ser antigo" em latim.
 Quem estuda ou trabalha com paleontologia é chamado de paleontólogo ou paleontologista. Existem também divisões na paleontologia, como a paleozoologia, especialização na fauna pré-histórica, a paleobotânica, especialização em plantas pré-históricas, e a paleogeologia, estudo de rochas e minerais antigos.

Como trabalha um paleontólogo?


 Os paleontólogos são enviados até os chamados sítios paleontológicos, onde eles realizam o reconhecimento, escavação e transporte dos fósseis até o museu ou laboratório. Para isso, eles utilizam uma infinidade de equipamentos como picaretas, martelos, pincéis, peneiras e, em casos extremos, explosivos. É um trabalho demorado e delicado, tendo em vista a fragilidade de um fóssil.
 No laboratório ou museu, os cientistas irão fazer a limpeza dos fósseis e vão submetê-los à estudos minuciosos. Depois de concluída esta etapa, um molde de gesso é feito do fóssil e então é posto em exposição. Estes são os fósseis que costumamos ver em um museu.


O que é um fóssil?


 Os fósseis são os restos petrificados de animais ou plantas de milhares ou milhões de anos atrás. Eles são o objeto de estudo da paleontologia. Em si, o fóssil é a parte dura do corpo do animal ou planta (dentes, ossos, garras, troncos, etc.), que é petrificado, já que as partes moles, como a carne e músculos, são decompostas. No caso de insetos e plantas é comum encontrarmos impressões na rocha. Quando uma planta ou inseto fica preso na lama ou areia molhada ele vai deixar uma marca do seu corpo, então, essa lama ou areia vai solidificar, mantendo a impressão do ser. Com as pegadas não é diferente. Se um animal anda na lama ou areia molhada, estas vão se solidificar, mantendo a pegada. Um tipo raro de fóssil é o chamado "coprólito", que não são nada mais nada menos que fezes fossilizadas. Elas ajudam os paleontólogos a entenderem a dieta dos animais antigos.

Como forma-se um fóssil?


 Quando um animal morre, seu corpo é coberto por sedimentos ao longo de milhares ou milhões de anos. Quando isso acontece, ocorre uma troca de minerais, onde o cálcio dos ossos é substituído pelos minerais do local da morte. Assim, podemos dizer que o osso transforma-se em pedra.

Como são encontrados os fósseis?


 Quanto mais antigo o fóssil, mais fundo ele estará enterrado. Isso porque, quanto mais tempo se passa, mais camadas de sedimentos cobrem o fóssil. Os fósseis costumam ser encontrados em desertos, pedreiras e leitos de rio, onde são melhores preservados. Apesar de serem feitos de rocha, fósseis são extremamente frágeis, devido à deterioração ao longo dos anos. Por isso, a escavação, retirada e transporte de um fóssil tem que ser extremamente cuidadosa.

Qual a importância dos fósseis e da paleontologia?


 Os fósseis nos contam a história de nosso planeta. Eles nos ajudam a saber como era a Terra e os seres que aqui viviam a milhões de anos atrás. Eles também nos ajudam a entender a evolução, de onde viemos e, provavelmente, para onde vamos.


O que é a paleoarte?


 Sabe todas aquelas imagens e desenhos que você vê, retratando ambientes e criaturas pré-históricas? Então, esses desenhos são o trabalho dos paleoartistas. Eles são responsáveis por desenhar criaturas e ambientes pré-históricos, para que possamos entender melhor como era nosso mundo no passado.



Fontes:
Livros: Enciclopédia dos Dinossauros e da Vida Pré-História; Dorling Kindersley; Atlas Visuais: Dinossauros; Editora Globo.
Outro: Coleção Atlas Virtuais: Museu Virtual, Caçador de Dinossauros; Editora Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário